Nossos amigos peludos são muito suscetíveis a picadas de carrapato(carraça), em que vários tipo de doença pode surgir,se não tiver conhecimento,prevenção e tratamento.

doença do carrapato-coçar

O que é a doença do carrapato?

É uma infecção grave causada por hemoparasitas que atacam o sangue do cachorro (Glóbulos brancos,vermelhos e plaquetas) e pode ser fatal.

Estes são os principais agentes que provocam a doença do carrapato:

  • Erliquiose, uma bactéria
  • Babesiose, um protozoário. 

Qual o Ambiente que favorece carrapatos e pulgas?

As elevadas temperaturas que se faz sentir no verão simultaneamente tem mais humidade com aumento das chuvas. Por conseguinte aumenta também a demanda com cuidados com a saúde e o bem-estar dos cachorros, desta forma as mudanças climáticas fomentam a reprodução e a eclosão de ovos de pulgas e carrapatos.

Veja a seguir video do Ciclo de Vida dos Carrapatos (carraças)

Ciclo de vida dos carrapatos (carraças).

Introdução ao que vai ser abordado:

  • Doença
  • Eliquiose
  • Babesiose

Doença do carrapato provocada pela Ehrlichia canis

doença-do-carrapato-Eliquiose
Bactéria chamada Ehrlichia canis que se aloja e se multiplica através dos glóbulos brancos (as células de defesa do corpo). Mas podem também acometer os glóbulos vermelhos.

Como é transmitida a Erliquiose (Erlichia canis) ?

A Erliquiose é uma das principais doenças infectocontagiosas que aparecem mais no verão, tendo como principal espécie nos cães a Erlichia canis, uma bactéria transmitida através da picada do carrapato que infecta as células sanguíneas dos nossos amigos peludos.

A transmissão da Erlichia canis surje através do vetor Rhipicephalus sanguineus, conhecido popularmente como carrapato marron do cão.

Os cães infectados podem desenvolver sinais clínicos de diversas intensidades ou não apresentar sinais,dependendo da fase da doença em que se encontram.

Além disso, o seu estado depende da raça do animal, idade, tipo de alimentação, de doenças concomitantes, entre outros motivos.

A Erliquiose é dividida em três fases:

  • Aguda (multiplicação do micró-organismo)
  • subclínica
  • Crônica

Quais os principais sintomas na doença do carrapato

  • apatia
  • falta de apetite
  • febre
  • vômitos
  • diarreia
  • sangue pelo nariz
  • respiração ofegante
  • mucosas pálidas (sinal de anemia).
doença do carrapato-sintomas
  • Primeiramente é imprescíndivel o diagnóstico do médico-veterinário, que muitas vezes não é fácil de identificar, pois os sintomas são semelhantes a outras enfermidades.
  • As análises clínicas devem ser consideradas junto aos resultados hematológicos, bioquímicos e sorológicos para determinar assim um diagnóstico conclusivo.

Qual o tratamento para a Erliquiose?

O tratamento da Erlichia canis deve ser em simultaneo com a antibioticoterapia, a administração de suplementos à base de vitaminas do complexo B (vitamina B12 e ácido fólico) e minerais como ferro, cobre, cobalto e zinco.


Babesiose

A Babesiose é uma doença causada por um gênero de protozoários denominado Babesia spp que parasita as hemácias (eritrócitos), por este motivo é denominado de hematozoário.Este micró-organismo gosta de vários animais domésticos tais como equinos, bovinos e caninos.

doença-do-carrapato-babesia
 Imagem microscópica da Babesia canis, infectando os glóbulos vermelhos de um cão.

Subespécies de Babesia que acometem os cães: 

  • Babesia canis
  • B gibsoni
  • vogeli.

Como é transmitida a Babesiose?

 A transmissão acontece através da saliva dos carrapatos infectados no momento em que os mesmos realizam repasto sanguíneo nos cães.

A presença dos parasitas na circulação do hospedeiro vertebrado ocorre 1 a 2 dias após a inoculação tendo assim uma duração que varia de 10 a 14 dias.

Os protozoários se aderem à membrana das hemácias,logo depois por endocitose assim penetram no interior das mesmas.

No interior dos eritrócitos os parasitas se dividem por fissão binária formando dois ou quatro indivíduos, depois dessa divisão por conseguinte á rompimento das células e os parasitas são liberados indo parasitar outras células.

Podemos observar diversas fases de infecções, a saber:

  • Subclínicas
  • Hiperagudas
  • Agudas
  • Crônicas

Principalmente a gravidade da doença varia consoante os fatores como espécie do agente (cepa), idade, raça e estado imunitário do cão.

Na doença do carrapato através da Babesiose quais os principais sintomas:

  • Anemia
  • hemoglobinúria
  • febre
  • ictería
  • letargia
  • anorexia
  • esplenomegalia

Em áreas onde o parasita existe em maior numero é comum encontrarmos uma infecção do tipo subclínica onde os sinais são mais suaves como:

  • febre
  • apatia

Estes cães por conseguinte passam a ter a infecção,constituindo assim uma importante fonte de infecção para outros animais.

A infecção do tipo hiperaguda

Acomete principalmente neonatos e filhotes que apresentam resposta imune deficiente e comumente são causados por cepas mais virulentas.

Filhotes acometidos apresentam anemia hemolítica regenerativa além de febre, icterícia e hemoglobinúria.

Sintomas na fase aguda:

  • febre
  • icterícia
  • mucosas pálidas (hipocoradas)
  • depressão
  • anorexia
  • anemia hemolítica
  • trombocitopenia
  • hemoglobinúria
  • bilirrubinúria
  • bilirrubinemia.

Durante as fases agudas da infecção eventualmente se pode detectar a parasitemia através de esfregaço sanguíneo, onde observarmos os parasitas no interior das hemácias.

Na fase crônica, os cães infectados apresentam os seguintes sintomas:

  • anorexia
  • febre intermitente
  • definhamento
  • fraqueza
  • esplenomegalia
  • hemoglobinúria
  • icterícia

Nas infecções atípicas, uma variedade muito grande de sinais aparece como, por exemplo:

  • indicíos gastrintestinais
  • sinais do SNC
  • alertas músculo-esqueléticos.

Diagnóstico pelo médico-veterinário

  • O diagnóstico da doença é baseado na história clínica. A confirmação do diagnóstico é feita através da avaliação microscópica de esfregaço sanguíneo onde se observa a presença dos protozoários no interior das hemácias infectadas.
  • Através de avaliação microscópica só é possível detectar os parasitas em animais que estejam na fase aguda da infecção,porque em animais em fase crônica da doença ou que são apenas portadores,poucos organismos estão no interior das células.

Qual o tratamento para a Babesiose?

. O tratamento é baseado no controle do parasita, na moderação da resposta imune e tratamento dos sintomas.

Quando comparada a B. canis, sabe-se que a B. gibsoni apresenta menor resposta a terapia.

Várias drogas denominadas babesicidas são efetivas sendo eles:

  • sulfato de quinurônio
  • aceturato de diminazeno *
  • imicarbalida
  • isetionato de fenamidina
  • diproprionato de imidocarb.

*Os mais indicados são o aceturato de diminazeno e o diproprionato de imidocarb.

  • Primeiramente é imprescíndivel o diagnóstico do médico-veterinário, que muitas vezes não é fácil de identificar, pois os sintomas são semelhantes a outras enfermidades.
  • As análises clínicas devem ser consideradas junto aos resultados hematológicos, bioquímicos e sorológicos para determinar assim um diagnóstico conclusivo.

Babesiose pode ser transmitido a humanos?

Pode sim ser transmitido a humanos,porque a Babesiose é uma Zoonose transmitida aos humanos também por carrapatos.

A maioria das infecções é branda ou assintomática. Assim o quadro pode apresentar-se grave em pacientes com sistema imunitário frágil.

Locais onde cada espécie de Babesia é endêmica. Apenas as espécies que infectam humanos são mostradas.
* Vermelho: B canis / Roxo: B divergens / Amarelo: B microti

Para evitar a doença,é só seguir algumas orientações básicas como:

  • Dê sempre uma boa olhada nos pelos do cachorro, principalmente após ser exposto a outros lugares, como por exemplo passeios na rua;
  • Limpe o ambiente onde ele vive
  • Procure usar produtos carrapaticidas como por exemplo sabonetes, xampus, etc.
  • Corte a grama (se houver em seu quintal) e igualmente mantenha paredes limpas;
  • Se for viajar, confira as condições de onde vai deixar seu cachorro. O mesmo vale se ele for com você.

Referências:

Alguma dúvida ou sugestão? nos contate,teremos todo o gosto.