Como Cuidar de um Cão Paraplégico?

paralisia subita em caes desenhoComo Cuidar de um Cão Paraplégico? Aceitar e ser Feliz com a paralisia súbita em cães é um desafio, um ato de amor e se torna muito recompensador . A vida dos nosso patudos pode mudar para sempre com um diagnóstico destes, porém com carinho, dedicação e alguma ajuda médica e da tecnologia, eles podem ter uma ótima qualidade de vida! Saiba mais sobre os cuidados exigidos por um animal paraplégico., uma condição que, infelizmente, não é tão incomum em animais de estimação.

Causa Mais Frequente e Como Cuidar de um Cão Paraplégico?

A paralisia geralmente resulta de uma lesão na coluna vertebral que danifica as raízes nervosas. O cão ficará paralisado  do ponto da lesão para baixo, o resto do corpo funcionar normalmente.

Embora a paralisia em cães seja mais frequentemente observada nas patas traseiras, ela também pode ocorrer nas patas dianteiras se as raízes nervosas do pescoço, ombro ou pernas da frente forem lesionadas.

Higiene no Cão Paralisado.

Muitos cães paralisados ​​sofrem de incontinência urinária. Portanto, você precisa acompanhar a higiene do seu amigo em prol da saúde e conforto dele e de sua família. Assim Como Cuidar de um Cão Paraplégico?

Banhos e limpeza: Os banhos podem ser tornar mais rotineiros do que de costume. Primeiramente lave sempre que necessário as partes que se sujar mais e não esqueça de as secar bem depois. Seu veterinário poderá recomendar um champô específico, bem como tratamentos tópico ou sprays.O champô seco para animais de estimação pode ser útil para limpar manchas ou arrumar seu cão entre lavagens.

Toalhetes de limpeza para pets são muito úteis para limpeza principalmente em animais incontinentes . Você deve  limpar imediatamente qualquer urina, pois a urina pode causar queimaduras quando deixada na pele.

Uma excelente ajuda é o uso de fraldas para cachorro ou cão,porque é prático e dá liberdade a todos.

Mantenha a cama do seu cão limpa. Lave-a regularmente e procure um material como o nylon,com menor probabilidade de absorver a humidade. Você também deve lavar a cama por dentro, não apenas a capa.

.

Cuidados Com Bexiga de Cão Paralisado

Muitos cães paralisados ​​são incapazes de urinar por conta própria. Mesmo que você veja a urina na cama do seu animal, isso pode acontecer simplesmente porque a bexiga esta muito cheia e acaba extravasando urina. Uma bexiga que não é esvaziada regularmente pode levar a infecções urinárias graves, que não são apenas desconfortáveis ​​para o seu cão, mas também podem se espalhar para os rins e causar sérias complicações.

Pergunte ao seu veterinário se você deve “espremer”  a bexiga do seu cão e, se sim, como fazê-lo. Muitos cães paralisados ​​precisam espremer  a bexiga três a quatro vezes ao dia.

 

Danos na Pele de Cães Paralisados

Embora possam não ter mobilidade total, os cães paralisados ​​conseguem mudar de posição e/ou andar se arrastando. Como muitas vezes não conseguem sentir a dor associada ao atrito ou fricção, a movimentação pode resultar em danos à pele e feridas em áreas vulneráveis, como cotovelos, quadris, tornozelos e patas. Se o seu cão desenvolver uma ferida, entre em contato com o seu veterinário para tratamento.

Em alguns casos, um cão pode precisar usar curativos ou bandagens permanentes. Para proteger seu cão das escaras, invista em uma cama ortopédica projetada especificamente para amortecer os pontos de pressão do seu animal de estimação. Mais uma vez, verifique se a cama e o revestimento são laváveis ​​e considere comprar duas camas para que seu animal de estimação possa usar uma enquanto a outra está lavando.

O uso de roupas e sapatinhos para proteção também é indicado

Cadeiras de rodas ou carrinhos para cães podem ser uma ótima opção para um cão com pernas frontais fortes e uma parte superior do corpo forte.

Uma cadeira de rodas para cães oferece ao seu amigo mais liberdade para se movimentar, o que é bom para a saúde física e psicológica. Você também pode ajudar seu cão a se movimentar com ajudas de cintas. Um arnês envolve o seu cão e tem alças na parte superior que permitem levantar os quartos dianteiros ou traseiros do cachorro enquanto ele anda com as pernas “boas”.

Antes de usar o arnês, certifique-se de receber instruções detalhadas do seu veterinário ou fisioterapeuta, pois o uso inadequado pode ser prejudicial ao seu cão.

Danos na Pele de Cães Paralisados

Embora possam não ter mobilidade total, os cães paralisados ​​conseguem mudar de posição e/ou andar se arrastando. Como muitas vezes não conseguem sentir a dor associada ao atrito ou fricção, a movimentação pode resultar em danos à pele e feridas em áreas vulneráveis, como cotovelos, quadris, tornozelos e patas. Se o seu cão desenvolver uma ferida, entre em contato com o seu veterinário para tratamento.

Em alguns casos, um cão pode precisar usar curativos ou bandagens permanentes. Para proteger seu cão das escaras, invista em uma cama ortopédica projetada especificamente para amortecer os pontos de pressão do seu animal de estimação. Mais uma vez, verifique se a cama e o revestimento são laváveis ​​e considere comprar duas camas para que seu animal de estimação possa usar uma enquanto a outra está lavando.

O uso de roupas e sapatinhos para proteção também é indicado

Como Tratar Paralisia Em Cães?

A flexibilidade e o tônus ​​muscular são importantes para o conforto do seu cão paralítico. A fisioterapia que inclui exercícios de amplitude de movimento pode ser muito benéfica. Além disso, a massagem com cães pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e acalmar os músculos e as articulações doloridos. A acupuntura também é uma ótima alternativa para as dores musculares que poderão surgir.

Cuidar de um cachorro paralisado pode ser um grande trabalho, mas que traz muitas recompensas. Cuide de si e do seu cão e poderá descobrir que seu vínculo se fortalece mais do que você jamais imaginou ser possível.

Danos na Pele de Cães Paralisados

Embora possam não ter mobilidade total, os cães paralisados ​​conseguem mudar de posição e/ou andar se arrastando. Como muitas vezes não conseguem sentir a dor associada ao atrito ou fricção, a movimentação pode resultar em danos à pele e feridas em áreas vulneráveis, como cotovelos, quadris, tornozelos e patas. Se o seu cão desenvolver uma ferida, entre em contato com o seu veterinário para tratamento.

Em alguns casos, um cão pode precisar usar curativos ou bandagens permanentes. Para proteger seu cão das escaras, invista em uma cama ortopédica projetada especificamente para amortecer os pontos de pressão do seu animal de estimação. Mais uma vez, verifique se a cama e o revestimento são laváveis ​​e considere comprar duas camas para que seu animal de estimação possa usar uma enquanto a outra está lavando.

O uso de roupas e sapatinhos para proteção também é indicado

Como Um Cão Pode Ficar Paraplégico?

A capacidade de um cão se movimentar e realizar suas atividades diárias depende da capacidade do cérebro, coluna espinhal, nervos e músculos de coordenar os movimentos.

Esse complexo sistema de comunicação envolve o cérebro enviando mensagens sobre o ambiente externo para o corpo, e o corpo enviando mensagens ao cérebro sobre o que realmente está ocorrendo no ambiente. Essas mensagens são transmitidas através dos nervos que saem e chegam na medula espinhal, que está dentro da coluna vertebral .

Quais as Principais Causas de Paralisia em Pets?

Uma lesão em qualquer parte da via nervosa pode resultar em falha de comunicação do cérebro com o corpo e vice versa, além de incapacidade de coordenar os movimentos do corpo.

Essa lesão pode ser causada por

  • Trauma – doença do disco intervertebral ( hérnia de disco), atropelamentos…
  • Inflamação – poliomiosite , polineurites …
  • Infecção –  bacteriana, viral , por protozoários …
  • Tumorais
  • Tóxica – Botulismo
  • Genéticas – Mielopatia degenerativa canina (DM) – gene relacionado no pastor alemão, boxer, corgi galês
  • Degenerativas

Coluna Vertebral Cão

A coluna vertebral consiste em um conjunto de 30 ossos chamados vértebras, que são separados um do outro por pequenas almofadas chamadas discos intervertebrais. Juntas, as vértebras e os discos intervertebrais protegem a medula espinhal contra danos.

Sintomas Que Poderão Levar á Paraliza de Seu Cão?

Entre os sinais mais comuns que está ocorrendo algum problema estão: a dor, o cão não conseguir mover as pernas, uma condição de paralisia total e, em outros casos, ainda poderá haver alguma comunicação entre o cérebro e a coluna vertebral e o cão parecerá apenas fraco, ou terá dificuldade em mover as pernas, uma condição chamada paresia – paralisia parcial.

Também existem casos em que um cão pode ficar paralisado em todas as quatro pernas (tetraplegia), o cão pode controlar o movimento em algumas das pernas, mas não em todas. Isso é determinado pela localização no cérebro, coluna, nervos ou músculos em que a lesão ocorreu.

Quais as Raças ou Tipos de Cães Mais Suscéptiveis á Paralisia?

 Algumas raças são mais propensas que outras para diferentes causas de paralisias. Cães que são baixos no chão com costas longas, como Teckel e basset hound, são comumente afetados por discos vertebrais rompidos que pressionam a medula espinhal, uma condição chamada doença do disco intervertebral ou hérnia de disco , causando um trauma compressivo na medula levando a  muita dor e de início agudo.

Outras raças são geneticamente predispostas a uma condição chamada mielopatia degenerativa (DM), uma doença que ataca os nervos da coluna vertebral de cães mais velhos (acima de sete anos). Este é um distúrbio progressivo de ação lenta que eventualmente leva à paralisia das pernas traseiras.

Resumo de Sinais de Paraplegia em Cães.

  • Dor forte
  • Não é capaz de mover as quatro pernas (tetraplegia)
  • Não é possível mover as pernas traseiras (paraplegia)
  • Andando com os pés dianteiros enquanto arrasta as pernas traseira
  • Possivelmente dor no pescoço, coluna ou pernas
  • Não é capaz de urinar
  • Não é capaz de controlar micção, drenagem da urina
  • Não é capaz de controlar a defecação