albinismo-em-caes-sintomas

Albinismo Em Cães

albinismo-em-caes

 

Assim como as pessoas ou outros animais, os cães também podem ser albinos. Albinismo em cães não é apenas uma peculiaridade física, mas implica a existência de uma série de distúrbios.

 

Para aliviá-los, algumas considerações devem ser levadas em consideração que melhoram a qualidade de vida desses cães. A seguir falamos sobre cães albinos: características, cuidados e problemas.

 

O que é albinismo em cães?

Indice do conteúdo

O albinismo é uma alteração genética hereditária que se caracteriza por causar ausência de pigmentação, especificamente melanina, que se torna visível na pele, cabelos e olhos . Assim, os cães albinos terão a pele rosada, cabelos brancos e olhos claros, geralmente azuis ou verdes. O nariz será rosa.

 

Lábios e pálpebras também ficam rosados ​​como resultado da falta de pigmentação. Tenha cuidado, nem todos os cães brancos e de olhos claros são albinos, eles devem atender a todas as características que mencionamos e o diagnóstico deve ser confirmado com exames laboratoriais. Esta condição pode levar a diferentes problemas de saúde.

 

Estes passam a afetar o comportamento, pois serão cães mais sensíveis, tímidos e medrosos em função de suas dificuldades físicas. Por isso são exemplares que precisarão de uma série de cuidados especiais. Todos os cães podem ser albinos, mas existem algumas raças que são mais propensas ao albinismo, como o Boxer , o Pit Bull , o Doberman ou o Husky .

Problemas de cão albino

A falta de pigmentação sofrida pelos cães albinos dá origem a diferentes problemas que afetarão sua saúde e comportamento. Analisamos os mais importantes abaixo:

  • Problemas oculares: os problemas oculares dos cães albinos se devem à falta de pigmentação da íris, o que causa fotofobia, ou seja, sensibilidade à luz. Isso significa que em locais muito claros eles podem sentir desconforto e procurar locais escuros. Para compensá-los, pode haver estrabismo ou nistagmo.
  • Problemas de pele: os cães albinos são mais sensíveis aos efeitos da radiação solar na pele. Isso pode causar queimaduras e até torná-los mais propensos ao câncer de pele, como melanoma ou dermatite. Eles também podem experimentar mais reações alérgicas.
  • Problemas de audição: Parece haver uma relação entre albinismo e surdez. É por isso que os cães albinos também podem ser surdos ou, pelo menos, ter esse sentido afetado, embora não seja um problema presente em todos os exemplares. Se você não sabe se seu cão é surdo, pergunte ao seu veterinário.
  • Problemas de socialização: ao apresentar problemas de visão e audição, os cães albinos podem ficar isolados, o que dificultará a socialização e o relacionamento com seus pares. É por isso que não é estranho que esses cães sejam mais medrosos, ariscos ou tímidos. Alguns, nesta situação, podem reagir de forma agressiva devido ao medo que sentem.

Como cuidar de cães albinos?

Os problemas causados ​​pelo albinismo, sendo uma alteração de origem genética, não possuem tratamento que os elimine. É por isso que nossa atenção deve estar focada em cuidar de nosso cão albino da melhor forma possível para minimizar os efeitos de sua condição e melhorar sua qualidade de vida. Estes são os cuidados que devemos ter com estes cães:

  • Mantenha a ordem em casa porque se o cão sofre de problemas de visão pode tropeçar em imprevistos.
  • Itens recomendados para cães cegos, como brinquedos sonoros, podem facilitar a vida dos cães albinos.
  • Óculos de sol para cães podem ser necessários para proteger os olhos da luz excessiva. Evite também o excesso de luz dentro de casa.
  • O protetor solar específico para cães é essencial para proteger a pele delicada desses exemplares. Também podemos colocar roupas neles. De qualquer forma, não é recomendado que os exponhamos à luz solar direta por muito tempo.
  • Para o banho devemos optar por um shampoo suave ou um para cães com pele delicada. Consulte seu veterinário sobre a melhor opção.
  • Qualquer produto ou objeto em contato com a pele deve ser monitorado para agir caso ocorra uma reação alérgica. Isso inclui coleiras e arreios, bem como quaisquer produtos químicos que possamos usar em casa.
  • A socialização deve ser enfatizada desde filhote para minimizar a timidez, o pânico, a desconfiança e até a agressividade por medo que esses cães possam apresentar em um ambiente onde, devido aos seus problemas, possam se sentir inseguros. A educação também é essencial.
  • A esterilização destes cães é recomendada, uma vez que o albinismo é uma doença genética hereditária que, como tal, pode ser transmitida aos descendentes.
  • Por fim, vá para os check-ups periódicos que seu veterinário prescreve.

Artigos Populares

Referências: